Prova de vida do INSS passa a ser automática, saiba como isso afeta você

A Prova de Vida do INSS é crucial para o pagamento de aposentadorias e pensões.

O Instituto Nacional do Seguro Social veio com novidades que irá facilitar a vida de muitos.

Frente do INSS

Até recentemente, o processo era presencial, mas agora ele mudou. O INSS passará a comprovar a situação de segurados através de cruzamento de dados.

A mudança foi anunciada em uma portaria assinada pelo Ministro da Previdência, Carlos Lupi, durante o evento em comemoração aos 100 anos da Previdência Social no Brasil.

Como funcionará a nova Prova de Vida do INSS?

A partir de agora, o INSS terá 10 meses após a data de aniversário de um segurado para comprovar sua vida.

Se não conseguir fazer isso, o segurado terá mais 2 meses para provar que está vivo, através de notificações enviadas pelo aplicativo Meu INSS, telefone ou bancos.

O Ministro avalia o novo sistema como mais justo para os segurados, pois evita sacrifícios de idosos com longas filas e atividades cansativas que dificultam a vida de quem tem problemas físicos. “Por que o cidadão tem que provar que está vivo, e não o INSS? Muitos não têm condições físicas ou quem os leve a um posto ou banco para provar a sua vida”, questionou.

Apenas em 2023, o INSS deverá comprovar a situação de cerca de 17 milhões de segurados.

Por Favor aguarde alguns segundos
preloader image