Consórcio de imprensa decide encerrar atividades no governo Lula

Brasil
Publicidade

Após quase 3 anos, o consórcio de veículos de imprensa encerra neste sábado (28) o trabalho que intitulam como missão “garantir a transparência sobre o impacto do coronavírus e da vacinação”. O consórcio foi criado em junho de 2020 acusando o governo de Jair Bolsonaro (PL) de omitir dados da população.

A pandemia não acabou, mas..:

Apesar de a pandemia de Covid-19 não ter acabado e o número de mortes vem aumentando novamente, o consórcio encerra suas atividades.

Publicidade

Para eles, “não há mais necessidade de apuração diária dos dados em conjunto pelos veículos que participaram do projeto”. Fazem parte do grupo o G1, O Globo, Extra, Estadão, Folha e UOL.

É que, como se trata do Governo Lula, eles consideram os dados confiáveis. Como não é mais Bolsonaro na presidência, agora as mortes parecem não ser importantes para o grupo e eles justificam dizendo que a situação está “sob controle”.

Vale lembrar, os veículos de imprensa divulgavam as informações “corretas” sobre o número de mortes da Covid-19 como se fosse a contagem de medalhas da Olimpíadas.

Publicidade

Com informações do G1 e Gazeta Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *