Bolsonaro gastou menos no cartão corporativo que Lula e Dilma em seus mandatos

Brasil
Publicidade

No período em que esteve na Presidência da República, de janeiro de 2019 ao final de 2022, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) gastou R$27.621.657,23 em 4 anos no CPFG (Cartão de Pagamento do Governo Federal), o popular cartão corporativo. Quando corrigido pela inflação, o total vai a R$ 32.659.369,02. As informações são do jornal digital Poder360.

O valor é menor que os que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) gastou em cada um de seus 2 mandatos. Também fica abaixo do gasto pela ex-presidente Dilma Rousseff (PT) em seu 1º mandato. 

Publicidade

Os números foram disponibilizados pela Secretaria Geral da Presidência da República depois de pedido de LAI (Lei de Acesso à Informação) da Fiquem Sabendo, agência de dados especializada no acesso a informações públicas. Eis a íntegra (5,3 MB). As informações também foram hospedadas no site do governo.

Leia os gastos de todos os presidentes com o cartão corporativo desde o 1º mandato de Lula, corrigidos pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) anual: Lula 1 – R$59.075.679,77 Lula 2 – R$47.943.615,34 Dilma 1 – R$42.359.819,13 Dilma 2 – R$10.212.647,25 Temer – R$15.270.257,50 Bolsonaro – R$32.659.369,02.

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *