Agora: Herdeira do Itaú votou em Lula, mas agora banco acende alerta vermelho

Economia
Publicidade

O Itaú Asset, braço de gestão de recursos do banco Itaú, alertou para os impactos políticos e econômicos do Brasil sob o governo do novo presidente, Lula. O comunicado foi enviado em sua carta mensal aos cotistas, nessa quarta-feira (8().

Na documentação, o banco Itaú afirma que as primeiras ações do governo, antes mesmo da posse, foram na direção contrária ao ajuste fiscal, com aprovação da PEC da Gastança, com um custo estimado de R$ 145 bilhões, e a prorrogação das desonerações sobre combustíveis, que custam R$ 50 bilhões ao ano.

Publicidade

A instituição financeira queixa-se de, no mês passado, os dados econômicos ficarem em segundo plano para Lula, ofuscados pelo noticiário político, em especial ao relacionado à formação do novo governo e indicações não técnicas.

A instituição ainda foi além e criticou a falta de clareza sobre a âncora fiscal da nova gestão, a ausência de informações sobre a reforma tributária e alertou para a possível elevação de impostos.

“Nossos desafios de entender o novo arcabouço fiscal e as novas políticas econômicas do governo que acaba de assumir trará, no mínimo, alguma entropia e volatilidade aos mercados”, prevê o banco. “Teremos um ano desafiador internamente. Não se tem detalhes sobre como o governo pretende desenhar a futura regra fiscal, bem como se uma eventual reforma tributária trará um aumento relevante na arrecadação. Com isso, as expectativas de inflação para diversos prazos passaram a subir.”, disse em nota o Banco Itaú que disse preferir Lula ao invés de Bolsonaro para governar o Brasil a partir de 2023.

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *