Americanas obtém vitória na Justiça e consegue desbloquear R$ 1,2 Bi do BTG Pactual

Banco
Publicidade

Na noite desta segunda-feira (24), o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ) liberou para o Grupo Americanas o valor de R$ 1,2 bilhão, que havia sido bloqueado pelo BTG Pactual. A decisão é do desembargador Flavio Horta Fernandes, do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ).

A ação da Americanas veio quando o BTG entrou com um recurso e conseguiu a liminar para bloquear R$ 1,2 bilhão para a varejista.

Publicidade

Na decisão, o desembargador considerou o deferimento do processamento da recuperação judicial, bem como a nomeação de administrador judicial e a complexidade das questões envolvidas, além da suspensão de todas ações e execuções contra a empresa, “sobretudo a proibição de qualquer forma de retenção, arresto, penhora, sequestro, busca e apreensão e constrição judicial ou extrajudicial sobre seus bens”, afirma a decisão.

O mesmo desembargador na decisão tornada pública na noite desta quarta-feira (24) informa que reverteu a decisão anterior tendo em vista o “fato novo” da recuperação judicial. Mas destaca na sentença que “os recursos serão utilizados somente para a atividade fim e sob direta gestão dos administradores judiciais até o julgamento do mérito do mandado de segurança”.

Além do BTG, a Americanas obteve vitória também contra o Votorantim e o banco Safra, que juntos tinham bloqueados cerca de R$ 300 milhões da Americanas

Publicidade

Ao solicitar o bloqueio das Americanas, os advogados do BTG afirmaram na ação que os três principais acionistas da varejista eram “semideuses do capitalismo” que tinham feito uma “pirotecnia contábil.

Via Gazeta Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *