Exclusivo: Globo investigou e comprovou assédio do próprio diretor Marcius Melhem

Famosos Televisão
Publicidade

O jornalista do jornal Metrópoles, Leo Dias, teve acessos com exclusividade aos documentos que até então eram sigilosos da Rede Globo, neles há os registros da apuração da própria emissora comprovando que seu diretor e ator, Marcius Melhem, assediou a atriz e humorista Dani Calabresa e outras 7 mulheres.

Segundo a coluna: após a apuração ter comprovado as questões que tomaram conta dos diversos meios de comunicação a emissora decidiu enviar o caso para a Delegacia Especializda de Atendimento À Mulher, exatamente no dia 31 de janeiro deste ano.

Publicidade

Só para constar, através da coluna de Leo Dias, descobrimos que a própria Globo tem uma área onde se investiga denúncias de assédios que ocorrem dentro da emissora conhecida como “Área de Compliance”, e com base no Código de Ética e Conduta, concluiu-se que Melhem infringiu as suas regras.

No documento divulgado pela emissora é citado a reportagem do jornalista do Metrópoles, que para constar, foi o que revelou a podridão instalada nos bastidores global, o comunicado da Globo cita de forma enfática que só tomou conhecimento do caso após reportagem, “Inclusive, no presente caso, cumpre destacar que a Globo apenas tomou conhecimento das alegações de assédio envolvendo o ora investigado [Melhem] por ocasião da publicação de uma matéria jornalística pelo colunista Léo Dias”, escreveram citando.

O jornalista encerra a breve matéria lembrando que o “documento da Globo é finalizado com uma descrição do que foi decidido como punição a Marcius diante das primeiras acusações, que, à época, ainda não haviam sido investigadas. A Globo ficou do lado das vítimas e, nas páginas que este espaço compartilha, fica evidente que a demissão de Melhem não foi feita em ‘comum acordo’ com a empresa, como havia sido noticiado anteriormente.”.

Publicidade

Mas aqui vale uma ressalva, em agosto, a Justiça liberou que Marcius Melhem publicasse as mensagens trocadas entre ele e uma de suas “suspostas” vítimas, a atriz Dani Calabresa. Melhem considerou a autorização uma vitória e comentou em suas redes sociais a decisão judicial,

“A justiça entendeu q eu tenho todo o direito de usar mensagens pra me defender publicamente de ataques q foram públicos. Fui covardemente atacado na imprensa sem nenhum processo judicial. Eu q procurei a justiça.”.

“E lá quiseram me calar. Mas a justiça entendeu q posso me defender sim onde fui atacado, na opinião pública. Na hora certa isso será feito. Todos merecem saber a verdade. E vão saber.”.

A coluna de Leo Dias encerra, “Certos que Marcius Melhem, de fato, cometeu assédio com ex-colegas de trabalho, seu desligamento partiu da empresa, que ilustrou a permanência de Melhem na Globo como insustentável.”.

Publicidade

Novamente, o caso tem muito história pela frente. Porém, se por acaso o acusado consiga mais uma vitória na Justiça e posteriamente prove sua inocência, a Globo e a coluna de Leo Dias e mais: suas “suspostas” vítimas (como ele define com aspas), poderão enfrentar um grande processo milionário por calúnia e demissão por injusta causa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *