Seguindo onda de demissões: Carla Cecato é demitida da Jovem Pan

Sem categoria
Publicidade

A onda de demissões continua na rádio Jovem Pan, após a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobre  Jair Bolsonaro (PL). Na última segunda-feira (31/10), dia em que a Jovem Pan abdicou dos trabalhos dos então colunistas apoiadores de Bolsonaro Augusto Nunes, Guilherme Fiúza e Caio Coppola, emissora também desligou a jornalista Carla Cecato.

Nas edições do Linha de frente, Carla Cecato fazia críticas ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes. Durante as eleições deste ano, o magistrado publicou medidas que contrariavam Bolsonaro. Além do membro do TSE, o presidente eleito Lula também era alvo de críticas da comentarista.

Procurada para comentar a demissão, a jornalista não foi localizada pelo Correio

Publicidade

Mais cortes

A onda de cortes na Jovem Pan não se limitou a profissionais próximos a Bolsonaro. Opositor ao atual presidente, o jornalista Guga Noblat também foi desligado, na última segunda.

4 thoughts on “Seguindo onda de demissões: Carla Cecato é demitida da Jovem Pan

  1. Essa Jovem Pan e uma emissorinha de bosta mesmo. Eu era até admirador desta bosta mas após ver esse absurdo com os jornalista que levantavam esta TV. Foi muito bem feito ser narradas pelo STF.bando de incopetentes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *