Incomodada: Gleisi Hoffmann diz que não é papel das Forças Armadas se posicionar politicamente

Política
Publicidade

A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann , disse nesta sexta-feira (11) que não é dever dos comandantes das Forças Armadas se posicionarem sobre a política. A declaração veio após a publicação da carta das Forcas Armadas.

“No meu entender, não é papel dos comandantes das Forças Armadas fazer avaliação política, se posicionar politicamente, nem fazer avaliação sobre as instituições republicanas. O direito de manifestação não cabe a quem atenta à Constituição”, disse a líder petista.

Publicidade

Na manhã desta sexta-feira, o Exército , Marinha e a Aeronáutica emitiram uma nota conjunta dizendo que as manifestações contra a resultado das eleições são legítimas, mas condenaram “excessos”.

“Assim, são condenáveis tanto eventuais restrições a direitos, por parte de agentes públicos, quanto eventuais excessos cometidos em manifestações que possam restringir os direitos individuais e coletivos ou colocar em risco a segurança pública; bem como quaisquer ações, de indivíduos ou de entidades, públicas ou privadas, que alimentem a desarmonia na sociedade”, diz a nota das Forças Armadas.

Publicidade

A deputada também saiu em defesa da Constituição e a democracia. Segundo ela, a nota divulgada pelos comandantes é um “fato que tende a ser isolado”.

“Vejo isso como um fato desses comandantes, desse governo, um fato que tende a ser isolado. Não acredito que a totalidade das Forças Armadas pense assim”, afirmou Gleisi.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *